Vale a pena ler A filha da herege?

IMG_20160804_212610.jpg

 

A FILHA DA HEREGE

Autora: Kathleen Kent

editora: Nova Fronteira

COMPRE: AMAZONBR

 

Sobre o que é?

Se passa por volta do século  XVIII ainda sobre as 13 colônias que formariam os Estados Unidos,  o romance centraliza em Boston, precisamente em Salem, focado na Família Carrie, que por desventura, inveja  e ódio, são relacionados a bruxaria, foco se da principalmente entre mãe e filha sobre a questão da razão.

 

É fantasioso ou parte de fatos históricos? 

A autora buscou a vertente historiográfica para construir esse romance, o fantasio porém, está permeado pelo imaginário da bruxaria pelos cidadães que construíram as 13 colônias. Sobre a história de Salem, Há bastante documentos sobre denúncias de bruxaria por parte dos cidadães e a jurisdição acatou como sendo verdade única, famílias foram dizimadas por um contexto totalmente ignorante dos homens ditos da “justiça” (mais uma vez)

 

Afinal o que é heresia? 

Já ouvi diversas vezes, pessoas falarem erroneamente sobre heresia, confundindo sobre paganismo, É chamado de Herege quem apenas é batizado na igreja católica, logo se ela pratica qualquer ato que não seja diretamente dos dogmas da igreja ou questiona os mesmos, ai sim é acusado de heresia, paganismo para os católicos serve para denominar quem não é batizado e pratica outras religiões fora do cristianismo… sim.. falei superficialmente, mas uma olhadinha rápida no google, da pra ter uma ideia mais embasada.

 

O laço paternal entre mãe e filha 

Aqui a duas grandes personagens, ambas com carisma e personalidade, do começo ao fim temos a perspectiva da Sarah e seu confronto com o novo mundo,  aos poucos começamos a enxergar a conexão entre mãe e filha. Não acontece naturalmente, a mãe logo percebe que a Sarah é um ser bastante curiosa e sempre quer saber o por que das coisas… essa tal curiosidade na época, já era motivo suficiente para encher de boatos pela pequenas ruas de forma bastante hostil.

Sarah percebe que sua mãe necessita de uma privacidade incomum,  a partir desta vontade de descobrir mais sobre sua mãe, as duas acabam criando um laço forte e efetivo, compartilhado de meus segredos do passado.

 

A  razão vs medo

A Sra. Martha Carrie  nos mostra fatos e a coerência que as pessoas por muitos e muitos séculos viviam sob a tutela do medo, direta e indiretamente a força motora para o medo era o desconhecido, o imaginário do senso comum é recheada de pavor,  o guia para a luz e afrontar todo o mal destemido era o cristianismo. Porem, para alguns o guia era a razão,  que também era um dos atributos da Sra. Martha, por assim dizer, tal razão custou caro nessa época, para muitas e muitas mulheres… Por um lado penso que essas vidas não foram em vão, pelo tempo as famílias das vítimas foram retribuídas com justiça, mas por outro lado pesa mais, a história nos mostra que o senso da racionalidade muitas vezes é levado ao egoísmo, de favores… o poder na mão de poucos, causa estragos pela história.

 

Vale a pena ler A filha da Herege?

Eu digo que vale muito, há uma sensibilidade cruel na história, da pra sentir um pedacinho de como era o relacionamento  da sociedade nada amistoso por uma pequena parte das 13 colônias, também fica registrado a luta das mulheres, que vejam só, além do alto preconceito dos homens e da sociedade de modo geral, ainda tinham que lutar contra o imaginário e a irracionabilidade do poder da justiça. Se você gosta de bruxaria fantasiosa esse livro passa bem longe disso, a temática aqui é razão e imaginário, mas se você tem curiosidade, vá em frente!

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s